Porto Ferreira tem quatro alunos medalhistas na Olimpíada Brasileira de Matemática

Educação
    05 de dezembro

Quatro alunos de Porto Ferreira conseguiram medalhas na última Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (Obmep), uma realização do Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada (Impa), que tem como objetivo estimular o estudo da matemática e revelar talentos na área. Outros cinco alunos conquistaram uma menção honrosa.

Em 2017, as escolas privadas de todo o Brasil também foram convidadas a participar da Obmep. A regional SP05, que inclui Porto Ferreira, teve avanço significativo neste ano em relação aos anteriores. Foi um total de 215 medalhistas, passando de 13 para 18 de ouro, de 50 para 59 de prata, e manteve 137 de bronze. Esta conquista reflete o trabalho feito pelos professores e alunos das escolas públicas e particulares.

A partir de 2019 a Unicamp (Universidade Estadual de Campinas) permitirá a possibilidade de ingresso para alunos medalhistas de algumas olimpíadas, a Obmep dentre elas: ingresso sem Enem, nem vestibular. As regras específicas sobre os cursos que abrirão esta possibilidade ainda serão definidas e serão divulgadas no ano que vem, mas muito provavelmente as medalhas deste ano já serão levadas em conta.

Os alunos ferreirenses premiados em 2017 foram:

  • Uriel Liann Scapin Gomes de Lima – medalha de ouro no nível 1 (EMEFM Mário Borelli Thomaz).
  • Beatriz dos Santos Gonçalves – medalha de prata no nível 2 (Emef Professor José Gonso).
  • Vitor Nunes de Paiva – medalha de bronze no nível 2 (EMEFM Mário Borelli Thomaz).
  • Rubens Anchão Oliveira – medalha de bronze no nível 2 (Colégio John Kennedy).
  • Ketllyn Samantha Duarte Alves – menção honrosa no nível 2 (EE Washington Luiz).
  • Lucas Antônio de Oliveira Ferreira – menção honrosa no nível 1 (EMEFM Mário Borelli Thomaz).
  • Bryan Maranhão Roberti da Silva – menção honrosa no nível 1 (EMEFM Mário Borelli Thomaz).
  • Gabriel Mateus da Silva – menção honrosa no nível 1 (EE Washington Luiz).
  • Brian Marangon Pereira – menção honrosa no nível 1 (EMEFM Mário Borelli Thomaz).

A dedicação e o compromisso que alunos e professores levam à escola diariamente são consagrados com a premiação e a certeza de que há potenciais a serem descobertos. Portanto, a participação em concursos dessa natureza é a oportunidade imediata para identificá-los.

A entrega dos prêmios normalmente segue o seguinte processo: certificados de menção honrosa são enviados por correio diretamente para as escolas dos alunos. Na cerimônia regional, são entregues os certificados dos medalhistas, as medalhas de prata e bronze e os prêmios das escolas e professores. Na cerimônia nacional, são entregues as medalhas de ouro. Nenhuma das datas de entrega e cerimônias foram definidas, por enquanto. A Central entrará em contato com todos, assim que a informação estiver disponível.

Cléber Fabbri – MTb 30.118

Assessoria de Comunicação, Cerimonial e Eventos

clique na foto para ampliar
/* */ /* */